domingo, 8 de agosto de 2010

Meu querido mês de Agosto !


O mês de Agosto este ano inicia-se, com umas merecidas férias desta vez em Portugal.
Contrariamente ao que estava planeado, tenho a companhia da Miss Relógio Suíço, pois o "azar" bateu à porta e um acidente em serviço levou a uma rotura de ligamentos no braço direito, atirou-a para o estaleiro por tempo indeterminado...
Tirando isto, cada vez mais me sinto triste com certas coisas que vou tendo o "prazer" de observar e dignas de fazerem parte do "Portugal No Seu Melhor" !
No seguimento do anteriormente referido "acidente de serviço" a Miss Relógio Suíço tem de fazer fisioterapia por algum (indeterminado) tempo na Clínica Médica do Montijo, por ser a que tem convenção com a seguradora e a mais perto da área de residência.
Durante 3 dias que a "doente" era cliente habitual da clínica, e acompanhada pelo "esposo" (aqui o je) e pelo Little Thomas ;)
Durante estes 3 dias reparei numa certa má disposição por parte da recepcionista  quando o pequeno João Tomás decidia ser aquilo que é, e exprimir-se como uma criança de 2 anos, claro está, tudo isto acompanhado por uma energia inesgotável e correrias endiabradas. Resumindo e concluindo, uma fonte de vida e de sorrisos para todos os gostos e delicia dos outros doentes que esperavam pachorrentamente! 
Na passada sexta feira, em mais uma visita à referida clínica médica, o pequeno João mostrou-se um pouco mais impaciente (não sei,  se pelo médico estar 45 minutos atrasado...) e começou a correr e a ficar farto de ali estar.
Bem, a Miss Relógio Suíço foi rapidamente atendida, em dois minutos e meio (que melhor atendimento personalizado ela poderia esperar???)  e, quando sai do gabinete do médico trazia dois recados, o primeiro era para que na próxima sessão de fisioterapia, vir com tempo, pois o tratamento iria demorar e que estava proibida de trazer a criança pois o "Senhor Doutor" não queria a entrada de crianças na Clínica.
Ela diz-me isto quando vamos a entrar no carro, só tenho tempo de abrir as janelas do carro, instalar convenientemente os passageiros e voltar á clínica (leia-se...muito, mas muito mal disposto!!!) para averiguar se o meu filho, estaria, por acaso e erradamente,  a ser confundido com um animal de quatro patas  que, por vezes se proíbe a entrada em determinados locais.
Claro está que, a primeira coisa que pedi (com uns valentes maus modos) foi para me facultarem a "porra" do Livro de Reclamações, pois era inadmissível que proibissem a entrada numa clínica de uma criança de 2 anos devidamente acompanhada pelos pais.
A confusão instalou-se e enquanto o "Senhor Doutor" gritava de dentro do gabinete, que não queria crianças na clínica, os pacientes que estavam na sala de espera começam igualmente a ficarem chateados e mal dispostos com a situação, pois havia mais crianças na sala...
A reclamação foi feita, mas não dei por encerrado este capítulo, pois irei apresentar uma reclamação por escrito e mais fundamentada para o Ministério da Saúde. sobre o sucedido.
Costumo dizer que quem faz um país são as pessoas que nele vivem, por isso, leva-me a crer que Portugal corre a passos largos para a desumanização total e estamos igualmente num país que parece não gostar de crianças, afinal elas serão, simplesmente os homens e mulheres de amanhã!
Vão ter vergonha do país, se calhar, como muitos dos seus pais, têm hoje!

Em uma simples palavra, VERGONHOSO !!!

Bem, ainda faltam mais algumas semanas para o fim das férias, a ver se não me vou chatear mais.A praia e os grelhados chamam por nós, haja sol e calor.

Vou dando notícias, fora ou dentro de uma prisão, porque se apanho o tal "Senhor Doutor" pela frente não sei se resistirei...

Boas Férias meu povo !

1 comentário:

Marta disse...

Andamos os dois de candeias às avessas por causa das burocracias deste país.
Não há pachorra!